WNBA

Damiris, a andorinha solitária na WNBA

 

A temporada da WNBA começou no último dia 18 de maio.

Dessa vez apenas uma brasileira está em ação no torneio: a ala-pivô Damiris Dantas, MVP das Finais da LBF 2016/2017, que é jogadora do Atlanta Dream.

A última vez em que o país teve apenas uma jogadora na liga norte-americana foi em 2006, com Iziane.

Até o momento o time de Damiris tem duas vitórias e duas derrotas. A brasileira tem sido pouco acionada até agora, participando de 3 jogos com médias 12 minutos. Por enquanto não se confirmou ainda a expectativa de um espaço maior para Damiris em função da saída da pivô espanhola Sancho Lyttle do Dream.

Ao início da competição, a brasileira esteve entre as citadas como possíveis destaques internacionais na temporada em uma pesquisa feita entre os diretores das equipes. A disputa foi monopolizada pela ótima australiana Liz Cambage (75%), mas Damiris dividiu o segundo lugar com a coreana Ji-Su Park e com a russa Maria Vadeeva.

A temporada está apenas no começo e muita coisa ainda deve acontecer.

Se Damiris não vai poder contar com a companhia de suas compatriotas, a brasileira ao menos irá rever algumas atletas que já disputaram a LBF.

Na sua própria equipe está a ala Tiffany Hayes, que atuou entre 2013 e 2015 na equipe de Recife (Sport e posteriormente América).

No Chicago Sky está Alex Montgomery, também ex-jogadora do Sport em 2012.

Outra ex-jogadora do clube pernambucano está no Connecticut Sun: a armadora Alex Bentley (2012-2014).

No Indiana Fever está outra armadora que passou pela LBF: Erica Wheeler, atleta do Sport em 2014 e campeã da temporada 2015/2016 com a camisa do Sampaio Basquete.

E, por fim, no Phoenix Mercury joga a armadora Brian January, que defendeu o Maranhão Basquete (2013).