Seleção

OS DESAFIOS DO CALENDÁRIO 2019 PARA O BASQUETE FEMININO BRASILEIRO

No ano de 2019, a LBF optou por uma alteração em seu calendário de competição, iniciando a temporada em 08 de março (data que será repetida nas próximas edições), com previsão de término no final de agosto.

Por coincidência, o ano de 2019 é marcado por alterações também no calendário internacional do basquete feminino, com um novo (e ainda confuso) sistema de classificação olímpica.

Embora ainda não haja confirmação oficial da Confederação Brasileira de Basquete (CBB) em relação às comissões técnicas e programações das seleções, bem como das entidades internacionais em relação à sede e datas dos eventos, até o momento o calendário internacional feminino aponta para as seguintes disputas:

– Sul-Americano Sub- 14 e Sub-21, com datas e sedes ainda não definidos.

– Copa América Sub- 16, programada para 16 a 22 de junho de 2018 em Aysen (Chile).

Em relação à seleção adulta, que poderia passar a ter o ex-técnico do Flamengo José Neto no comando, os compromissos programados são:

– Jogos Pan Americanos de Lima, Peru – de 26 de julho a 11 de agosto de 2019, com previsão de que a disputa do basquete feminino aconteça entre 6 a 10 de agosto, e de que conte com a participação de: Peru (país sede), Estados Unidos e os seis primeiros colocados da AmeriCup 2017: Canadá, Argentina, Porto Rico, Brasil, Ilhas Virgens e Paraguai.

_ Americup 2019 – programada para acontecer entre 22 a 29 de setembro de 2019, com provável sede em Porto Rico. O evento teria dez equipes: Brasil, Argentina, Paraguai, Colômbia, Canadá, Porto Rico, México, República Dominicana, Cuba e Estados Unidos. Os oito melhores colocados da AmeriCup se classificariam para a primeira seletiva olímpica, algo como um “Pré-Olímpico Regional”.

_ “Pré-Olímpico Regional” ( no original: FIBA Women’s Olympic Pre-Qualifying Tournament): a previsão é de que ocorra entre 10 a 17 de novembro de 2019, em duas sedes ainda não definidas. No caso das Américas, em cada uma das sedes, quatro equipes se enfrentariam, sendo que as duas melhores de cada sede passariam à segunda fase da classificação olímpica (algo como um “Pré-Olímpico Mundial”, no original: “FIBA Women’s Olympic Qualifying Tournaments”), prevista para 02 a 10 de fevereiro de 2010, em quatro sedes, com quatro seleções cada, com a classificação das três primeiras colocadas de cada sede.

Os Estados Unidos, mesmo classificados para os Jogos de Tóquio, terão que participar da AmeriCup 2019 e das duas fases classificatórias olímpicas. País sede dos Jogos, o Japão também tem vaga assegurada.

Comenta-se que a Confederação Brasileira teria interesse em que o Brasil sediasse um desses dois grupos da primeira classificatória olímpica.

por Bert