Seleção

STEPHANIE SOARES: A JOIA BRASILEIRA NA CALIFÓRNIA

Foto: The Master’s University

Uma das boas surpresas na campanha ruim da seleção brasileira no Sul-Americano de 2018 foi a presença da pivô Stephanie Soares, 18 anos e 1,98m.

Extremamente talentosa, a jogadora estava treinando em Osasco com o técnico Cristiano Cedra quando recebeu a sua primeira convocação.

Depois do Sul-Americano, Stephanie retornou aos Estados Unidos, país no qual já havia jogado pela Mount Baker High School na temporada 2017/8.

Nesse retorno, a impressão é que a jogadora quis garantir um ambiente familiar para o desenvolvimento de uma carreira que é cercada de expectativas e reconhecida como uma dos melhoras apostas nos rankings de recrutamento americanos.

Por isso, a escolha recaiu sobre uma escola cristã, a The Master’s University (TMU), localizada em Santa Clarita, na Califórnia. Na Master’s jogam também dois irmãos de Stephanie: Jessica (1,90m) e  Tim. Outro irmão (Rogério) jogou na TMU na década de 90. E até mesmo a mãe de Stephanie, Susan passou pelo time de basquete da escola e jogou na Universidade do Texas.

Até o momento o desempenho de Stephanie na disputa da NAIA é impressionante.

Em oito jogos, a jovem pivô acumula médias de 17,8 pontos, 11,4 rebotes e 5 tocos por partida.

Uma verdadeira joia.