Europa

BRASILEIRAS PERDEM DECISÃO DA TAÇA DE PORTUGAL

Foto: Basquetebol FPB

Nossa retrospectiva das atuações das brasileiras na Europa começa com duas vitórias consecutivas da nossa dupla na Croácia.

No dia 06, o Rijeka bateu o Split (61-59), com 11 pontos e 9 rebotes de Maíra Horford e 7 pontos e 4 rebotes de Bianca Silva.

No dia 13, o time quebrou a invencibilidade do Pozega no segundo grupo da Liga Croata (80-76). Dessa vez, Bianca somou 26 pontos, 5 rebotes, 4 assistências e Maíra, 8 pontos, 8 rebotes e 5 assistências.

Com os resultados, o clube está na terceira colocação (4 vitórias, 3 derrotas).

Líder de boa parte da temporada da Liga Portuguesa, o Quinta dos Lombos vem perdendo força.

No último dia 02, o clube acabou eliminado da Taça de Portugal ao perder o jogo de quartas-de-final contra o Barreiro (59-55), mesmo com outra atuação vigorosa de Raphaella Monteiro (18 pontos, 7 rebotes e 5 assistências).

Pelo Barreiro, Aline Moura somou 11 pontos e 7 rebotes e Jennifer Nonato, 12 pontos e 4 rebotes.

Com o resultado, o Barreiro avançou ao Final Four da competição.

De volta à disputa da Liga, também no dia 02, o Vitória bateu o Olivais (39-64), com 11 pontos de Tatiane e sem a presença de Bárbara. Pelo Olivais, Milena teve 9 pontos e 3 rebotes.

Na rodada seguinte, no dia 06, o Vitória teve quebrada sua sequência de oito vitórias seguidas na competição ao perder para o Vagos (71-67). Tati teve 14 pontos na partida e Bárbara, 2.

No mesmo dia, o Barreiro bateu o Madeira (96-89), com 13 pontos e 6 rebotes de Jennifer Nonato e 12 pontos e 3 assistências de Aline Moura.

No dia seguinte (7), o União Sportiva bateu o Quinta dos Lombos (60-53), com 7 pontos e 18 rebotes de Gabriela Guimarães. Pelo Lombos, Raphaella Monteiro teve 21 pontos e 10 rebotes.

O Barreiro bateu o Guifões (62-52), com  11 pontos e 9 rebotes de Jennifer Nonato e 10 pontos e 5 rebotes de Aline Moura.

Ainda no dia 07, o Galitos superou o Olivais (60-64), contando com 22 pontos e 4 assistências de Aruzha. Pelo Olivais, Milena teve 4 rebotes e 3 assistências.

No dia 09, o União Sportiva bateu o Queluz (64-44), com 4 pontos e 7 rebotes de Gabriela.

Por fim no dia 14, Aruzha somou 17 pontos e 4 assistências na derrota do Galitos para o Madeira (83-58).

Com esses resultados, a liderança do torneio está com o União Sportiva (16 vitórias e 3 derrotas). O Lombos caiu para terceiro (14 vitórias e 6 derrotas). O Vitória vem atrás, em quarto: 14 vitórias e 4 derrotas. O Barreiro é quinto (12 vitórias e 6 derrotas). O Galitos é oitavo (6 vitórias e 15 derrotas), com apenas um jogo a cumprir e virtualmente desclassificado após a recuperação do Madeira. O Olivais está em décimo (5 vitória, 15 derrotas).

No último fim de semana (13 e 14/03), foi disputado o Final Four da Taça de Portugal.

Na semifinal “brasileira”, o Vitória bateu o Barreiro (70-62), contando com 10 pontos e 7 rebotes de Tatiane e 7 pontos e 7 rebotes de Bárbara. Pelo Barreiro, Jennifer Nonato somou 13 pontos e 8 rebotes e Aline Moura, 12 pontos e 7 rebotes.

Infelizmente na final o Vitória foi derrotado pelo Benfica (85-63), que ficou com o título da competição pela primeira vez. Tati Pacheco teve 10 pontos e 4 assistências e Bárbara, 6 pontos, 3 rebotes e 3 assistências.

Na Bélgica, o Braine superou o Namur no dia 02, com 11 pontos e 13 rebotes de Érika de Souza.

No dia 10 na fácil vitória sobre o Laarne (56-105), a pivô teve 12 pontos e 12 rebotes.

No dia 13, vitória sobre o Liége (85-55), com 6 pontos e 6 rebotes da brasileira.

O time segue invicto na Liga com quinze vitórias.

Já o Montana esteve envolvido na disputa da Copa da Bulgária. Na semifinal do torneio, o clube passou com facilidade pelo Slavia (97-32) no dia 09, com destaque para os 21 pontos, 10 rebotes e 6 recuperações de Isabela Ramona. No dia seguinte, na final contra o Beroe, a brasileira foi substituída pela montenegrina Snezana Aleksic (2 pontos, 4 rebotes) e o time perdeu o jogo do título por 85-57.

No dia 14, os dois clubes voltaram a se enfrentar pela segunda fase da Liga Búlgara. Com Ramona marcando 21 pontos, 8 rebotes e 3 assistências deu Montana (71-76), que segue líder invicto nessa fase da competição

Na Espanha, Nádia está às voltas com a recuperação de uma lesão, o que reduziu ainda mais a sua participação na temporada.

Na disputa da tradicional Copa da Rainha, a brasileira não atuou na vitória do seu clube, o Gernika, na primeira rodada (79-56 sobre o Tenerife) no dia 05. Na semifinal, o time perdeu para o Valencia (57-46), com 1 ponto e 1 rebote da pivô (5 minutos).

De volta à Liga no dia 09, em jogo atrasado pela COVID-19, o clube bateu o Araski (79-70), com Nádia atuando 12 minutos e registrando 4 pontos e 3 rebotes.

No dia 12, derrota para o Canarias (73-72) com 6 pontos e 2 rebotes da brasileira em 13 minutos.

Com partidas atrasadas, o clube está na sexta colocação da Liga Espanhola (16 vitórias e 9 derrotas).

Pelo grupo A da Segunda Divisão Espanhola, o Rosalia perdeu para o Magectias por 70 a 61 no dia 06. A pivô Letícia Soares, aguardado reforço do Ituano para a LBF, marcou 10 pontos e 9 rebotes. No dia 13, o clube bateu o ADBA por 69 a 53 , com 25 pontos e 9 rebotes da brasileira.

O clube está na décima terceira colocação (6 vitórias e 18 derrotas) e ainda luta contra o rebaixamento, mas as chances de permanência são boas, já que os rivais dos outros grupos tem campanhas piores.

Foto: UnicajaCB

No grupo B, o UniCaja, de Débora encara uma segunda metade de temporada muito ruim.

No dia 03, perdeu para o Real Canoe (70-52), com Débora registrando 6 pontos e 4 recuperações.

No dia 06, a derrota foi para o Granada (46-31), com 2 rebotes e 1 assistência da armadora.

No dia 10, mais uma derrota. Contra o Jairis (66-30), a brasileira somou 2 assistências e 4 rebotes.

Somente no dia 13, o clube venceu o Ingenia (68-53), com 8 pontos, 6 rebotes e 3 assistências de Débora.

O clube, que era um dos líderes do grupo até o time cumprir uma longa quarentena por casos de COVID, acabou despencando na tabela. Hoje na oitava posição (13 vitórias e 10 derrotas), uma classificação para a próxima fase parece pouco provável, mesmo que a disputa esteja bastante embolada entre a quinta e a oitava posição.

O Melilla, de Alana, por outro lado tem trajetória oposta com uma excelente segunda metade de temporada, mas que infelizmente não compensa a irregularidade inicial.

No dia 06, o clube derrotou o Pozuelo (88-57), com 13 pontos e 3 assistências da armadora.

No dia 13, passou pelo Picken Claret (83-64), com 12 pontos e 4 rebotes de Alana.

O clube está na nona colocação do grupo (11 vitórias e 13 derrotas).

O Fustecma Nou perdeu para o Alcobendas (80-61), com 7 pontos e 5 rebotes de Izabella Sangalli no dia 06. No dia 13, bateu o Pozuelo (80-56), com 9 pontos, 6 rebotes e 3 assistências da brasileira. O time está na décima segunda colocação (9 vitórias e 15 derrotas).

por Bert – Painel LBF

(17 de março de 2021)

 





APOIADORES VIA LEI DE INCENTIVO