Europa

SEGUNDA ONDA DA COVID19 JÁ ALTERA DISPUTAS NA EUROPA

Foto: Divulgação

Com o avanço da segunda onda da COVID19 na Europa, o cenário das disputas por lá ainda é bem confuso, com cancelamento de jogos, restrições a treinamentos, mudança de sedes de competições e paralisações.

Na Bélgica, por exemplo, treinamentos e competições foram suspensos por duas semanas, deixando a pivô Érika parada.

Na Bulgária, Ramona fez enfim sua estreia em um jogo oficial. Na fácil vitória sobre o Cherno (117-42), a ala somou 11 pontos, 3 rebotes, 3 recuperações e 1 assistência em 15 minutos. Foi o segundo resultado positivo do time na Liga. Ramona não havia atuado na partida anterior em razão do limite ao uso de estrangeiras por jogo na competição (duas por partida).

Na Suécia, Débora voltou a atuar bem na vitória do Lulea (a segunda em três em jogos) sobre o Sodertajle (100-72). A armadora teve 8 pontos, deu 9 assistências e pegou 4 rebotes em 27 minutos.

Na Espanha, o Gernika, de Nádia, teve contra o Promete (59-47) a sua terceira derrota em cinco jogos da Liga. Titular, a brasileira ficou em quadra por apenas 9 minutos (2 rebotes).

Na Segunda Divisão, o Rosalia segue sem vencer após duas rodadas. Contra o GDKO (61-38), Letícia Soares teve 6 pontos, 4 rebotes e 4 recuperações em 20 minutos.

Já o Melilla teve a primeira vitória ao derrotar o Sevilla (57×65), com 15 pontos, 4 recuperações e 3 rebotes de Alana em 39 minutos. A cidade sede do time da armadora, no entanto, inicia nessa semana uma série de restrições à movimentação de pessoas em razão da pandemia.

Na Turquia, Clarissa voltou às quadras após cirurgia por uma fratura no nariz. Na primeira derrota do Izmit em quatro jogos (57×72 Botas), a pivô teve 4 pontos, 8 rebotes e 3 assistências em 27 minutos.

Na Liga Portuguesa, o Lombos chegou ao terceiro triunfo (em quatro jogos) na partida contra o Vagos (58-46), com 15 pontos e 9 rebotes de Raphaella Monteiro.

O União Sportiva tirou a invencibilidade do Vitória em um jogo com prorrogação (90-88). Pelo União, destaque para Gabriela, com 23 pontos e 15 rebotes. No Vitória, Bárbara teve 19 pontos, 8 rebotes e 5 assistências. Voltando às quadras, Tati Pacheco somou 15 pontos. Os times agora tem a mesma campanha: duas vitórias e uma derrota.

O Barreiro venceu o Olivais (76 a 65), com 22 pontos e 9 rebotes de Aline Moura e 13 pontos e 7 rebotes de Jennifer Nonato. Pelo Olivais, Júlia Torres teve 10 pontos e 11 rebotes. O Barreiro tem duas vitórias em três jogos. O Olivais, uma.

Por fim, o Galitos segue sem vencer após 4 partidas. Na rodada foi superado pelo Madeira (50-56). Aruzha registrou 8 pontos e 3 assistências.

por Bert – Painel LBF

(19 de outubro de 2020)