Europa

TIME DE NÁDIA AVANÇA ÀS SEMIFINAIS DA LIGA ESPANHOLA

O Gernika, clube que a pivô Nádia Colhado defende na Espanha, surpreendeu e conseguiu superar o Estudiantes no cruzamento de quartas-de-final da Liga Espanhola.

Foto: Baloncesto FEB

Na primeira partida jogando em casa (com público) no dia 31 de março, o Estudiantes venceu por 47 a 42. Nesse encontro Nádia jogou apenas 6 minutos e pegou 8 rebotes.

No jogo de volta, no dia 04 de abril, Nádia começou como titular e foi decisiva para a vitória (74-64), acabando o jogo como MVP.

Em 18 minutos, foram 18 pontos (aproveitamento de 7 em 8 tentativas de 2 pontos), 6 rebotes e 1 toco, que levaram o clube a sua primeira participação nas semifinais da Liga.

Eliminado, o Estudiantes era a equipe da armadora argentina Melisa Gretter, presente nas últimas cinco edições da LBF. Na partida final, Gretter teve 13 pontos.

Foto: Lointek Gernika Bizkaia

O Gernika fará o duelo semifinal com o líder da fase classificatória: o Avenida.

Já na França, Clarissa fez a estreia por seu novo clube: o Villeneuve.

Com quatro jogos disputados, a brasileira soma três vitórias na Liga.

O primeiro jogo foi no dia 24 de março, na vitória sobre o Bretagne (76-80), na qual Clarissa somou 8 pontos e 12 rebotes em 32 minutos.

No dia 28, aconteceu uma derrota contra o Roche (69-76), apesar dos seus 13 pontos e 8 rebotes em 30 minutos.

No dia 31, o clube passou pelo lanterna Nantes (97-71), com 9 pontos e 13 rebotes da brasileira em 20 minutos.

No dia 03, a pivô acabou eliminada com 5 faltas e somou 4 pontos e 5 rebotes (em 20 minutos) na vitória sobre o Tarbes (63-69).

O time está na quarta colocação da Liga, com 11 vitórias e 10 derrotas.

Rival na estreia de Clarissa, o Landerneau Bretagne Basket anunciou que terá o atual técnico do Sampaio Basquete, Virgil Lopez, como assistente técnico para a próxima temporada. O treinador principal será o atual assistente técnico Wani Muganguzi. O clube que ocupa no momento a nona colocação da Liga disputou a EuroCopa nesse ano no mesmo grupo do time de Érika de Souza e tem como estrela maior a nigeriana Ezinne Kalu.

Por falar em Érika, a situação do seu Braine segue tranquilíssima na Liga Belga (92-63). Invicto após 18 rodadas, o time bateu o Spurs, com 10 pontos e 7 rebotes da brasileira.

Na Bulgária, os três primeiros times da fase de classificação seguem disputando um repetitivo triangular, o qual o Montana tem dominado de forma invicta.

Nos últimos jogos, foram fáceis vitórias sobre o Beroe no dia 28 (95-76, com 24 pontos, 8 rebotes e 7 assistências de Ramona) e sobre o Slavia no dia 31 (56-76, com 16 pontos, 6 rebotes e 4 assistências da brasileira).

Aparentemente há pouco interesse nessa fase da competição, porque o terceiro colocado (o Slavia) não venceu nenhum jogo. Dessa forma as partidas restantes não alteram a classificação.

Foto: Basquetebol FPB

A abertura das quartas-de-final da Liga Portuguesa teve mais uma atuação dominantes de Raphaella Monteiro.

A ala somou 31 pontos, 9 rebotes, 3 assistências, 2 recuperações e 1 toco em 39 minutos na vitória do Quinta dos Lombos sobre o Madeira (68-82).

Também saiu vitoriosa a pivô Gabriela, que teve 5 pontos e 9 rebotes em 32 minutos no confronto do União Sportiva com o Guifões (68-74).

Foto: Basquetebol FPB

No duelo das brasileiras, o Vitória prevaleceu sobre o Barreiro (68-71).

Pelo Vitória, Bárbara voltou bem com 14 pontos, 6 rebotes e 5 assistências em 32 minutos. Em 36 minutos, Tati Pacheco teve 6 pontos.

No Barreiro, Jennifer Nonato teve 15 pontos e 9 rebotes em 37 minutos. Lesionada, Aline Moura não foi relacionada.

por Bert – Painel LBF

(05 de abril de 2021)

 





APOIADORES VIA LEI DE INCENTIVO