Sport conquistou taça de forma invicta (Diego Maranhão/CBB)

Campeão da LBF 2013, o Sport Recife retomou neste final de semana sua trajetória de glórias. Jogando sob o nome Sport/RD Copergás, o rubro-negro de Pernambuco conquistou o título inédito do Brasileirão sub-23 da Confederação Brasileira de Basketball, a CBB, ao derrotar na decisão do Final Four o São José dos Pinhais/Guaxo, time da casa, por 73 a 67. A cubana Ineidis Casanova foi o destaque do título, com 23 pontos, 10 assistências e o troféu de MVP das Finais.

Pelo lado paranaense, a pivô Adrielly, ex-Sodiê Doces/Mesquita/LSB, anotou 15 pontos, 14 rebotes, foi a cestinha do torneio e eleita a MVP da competição, levando o troféu Norminha, que homenageia a ex-atleta e medalhista de bronze mundial pela seleção brasileira.

Norminha entrega troféu de MVP da competição para Adrielly, do Guaxo (Diego Maranhão/CBB)

Na decisão de terceiro lugar, o Foz Basquete-PR venceu o Cerrado-DF por 61 a 53, que teve grande duplo-duplo de Giovanna Carey (23 pontos e 23 rebotes). Do lado do Foz, Karen Renate teve 11 assistências e cinco rebotes.

O Brasileirão feminino contou com a participação de 16 equipes, divididas em duas Conferências na primeira fase: Delcy e Heleninha. Jogaram a competição: Cerrado-DF, Foz Basquete-PR, Pinda-SP, Mampituba-SC, Maracaju-MS, São José dos Pinhais-PR, Apagebask-SP, ADRM/Maringá, Sport/RD Copergás, Clube Campestre-PB, Nosso Clube-PE, Sociedade Thalia-PR, Aeroclube-RN, São José Elase-SC, JEC/SGJ/Sesporte-SC e Bradesco Esportes-SP.

Pelo regulamento, o Brasileirão teve uma base sub-23, com cada equipe podendo contar com apenas três atletas acima desta idade. Neste ano, além de Delcy e Heleninha, que deram nome às conferências, também foram homenageadas a ex-árbitra Fátima Aparecida da Silva (Melhor Árbitro), Maria Helena (Melhor Técnico) e Norminha (MVP da competição).